Prática de aniversário

Aulas de Yoga

Aws4 request&x amz signedheaders=host&x amz signature=6a23ab4e8f0a26adbcaae93398f097460af53455b74efa8ac429139c72570425


O que aprender em cada ciclo?



A vida é feita de ciclos e cada ciclo deve ser vivido de forma consciente. A cada aniversário se abre um novo ciclo: pessoas, trabalhos, viagens, oportunidades, experiências vem e vão. Quando um ciclo se fecha e outro se abre, há a oportunidade de crescer e desapegar. Para que este processo seja leve, o autoconhecimento é primordial. Assim, nesta aula vamos praticar Swadhyaya, a auto-observação, e Aparigraha, o desapego.

Data: Dom – 25/03
Horário: 10h
Local: Parque Olhos D’àgua – Asa Norte
Levar: tapetinho de yoga ou toalha.
Público Alvo: todos independente do nível (iniciantes também) ou faixa etária.
Entrada: lembrancinhas – 1 p/ a instrutora + 1 p/ o aniversariante do mês da creche CEF 02 da Estrutural.

Os ciclos são série de fenômenos que se sucedem numa ordem determinada: ciclo das estações; do dia, das horas, ciclos de relacionamentos. Estar consciente de que a própria vida é também apenas um ciclo, repleta de aprendizados e que tem um começo, um meio e que um dia chega ao fim, é estar ciente da impermanência da vida.
Estamos o tempo todo em eterna e contínua transformação, desde o momento em que nascemos; mesmo que algumas dessas transformações sejam inconscientes em algum momento ou até mesmo por toda vida. Por isso faz-se necessário adquirir a capacidade de ser testemunha de si próprio, para se tornar consciente de que o ciclo é transformador, e que ele regenera o corpo, a mente e a alma. De que ao término de cada ciclo uma nova pessoa é revelada, com mais conhecimento sobre si próprio, da vida, dos outros e o mundo ao redor.
Esse conhecimento, que é obtido através da observação, ponderação e análise de si mesmo e de tudo o que acontece, acaba contribuindo para a verdadeira sabedoria – que é obtida não apenas pelas experiências que se vive externamente, no relacionamento com as pessoas, objetos, eventos, situações, o mundo ao redor – mas principalmente pelas experiências vividas interiormente, no contato mais íntimo, profundo e verdadeiro com a própria essência.
Para estar consciente de cada ciclo da vida vamos praticar nesta aula Swadhyaya: autoestudo e autoconhecimento, estudo de si mesmo para ser uma eterna testemunha de si mesmo.
E ao fim de cada ciclo, renovado e dotado de mais conhecimento e sabedoria, deve-se também ser sábio o suficiente para aceitar o fato de que o conhecimento e/ou sabedorias adquiridos são apenas uma parcela mínima do que ainda se tem para aprender; aceitar o quanto ainda não se sabe e aceitar as perdas para deixar ir aquilo que já se foi, sem apego. Tudo isso para estar pronto para mais um novo ciclo, consciente e atento à cada transformação.
E para deixar os ciclos irem sem gerar sofrimento vamos praticar Aparigraha: desapego às pessoas, coisas, sentimentos e pensamentos, não ser possesivo, nada lhe pertence, o yogui deve reduzir suas necessidades ao mínimo, ter simplicidade.
Se Asteya – não roubar, fala sobre desejos materiais, Aparigraha abrange os emocionais, desapego emocional. Para se libertar de sentimentos como posse, ciúmes e apego, raiva causadores de grandes sofrimentos.
Então, traçando um paralelo com a prática de yoga, utilizo como exemplo uma das técnicas da prática do Hatha-Yoga: o asana, a postura psico-fisica. Trabalhamos o corpo a parte mais densa, pois é a mais fácil de se trabalhar para os ocidentais, para assim chegarmos a mente, e consequentemente influenciar o seu dia a dia.
O modo como se vivencia cada postura: a consciência da postura em si, do que ela traz ao corpo, à respiração, à mente, à percepção do nível do autoconhecimento, entre outros aspectos. Cedo ou tarde a execução daquele específico ásana chega ao fim, mas tudo o que se vivenciou nele está impregnado no corpo, na mente e na alma. Assim, preparado para executar o próximo ásana, deve-se estar aberto à novas experiências e aprendizados, consciente de que uma transformação já aconteceu em função do ásana anterior, mas que a transformação é contínua, incessante, eternal, ciclos após ciclos. Assim como o aprendizado.
Assim é com um olhar instigante que a Yoga nos convida de forma especial a nos aventurar a fazer este ‘caminhar de volta para casa’, que nada mais é que criarmos um espaço para a tomada da nossa consciência, aprendendo cada vez mais a observar o que se passa dentro de nós e como reagimos diante de tantos sentimentos e emoções, e aprender a apenas observar e não se identificar quando for preciso! Este é o caminho da Auto Investigação!!!

A prática proposta:
1ª) Recepção e acolhimento
2ª) Centramento: interiorização.
3ª) Mudrá: gesto simbólico e reflexológico feito com as mãos.
Dharmachakra Mudrá (Roda da Vida)
4ª) Pújá: retribuição energética
Envolvendo o lugar e a instrutora, desejando-lhe elevadas vibrações neste novo ciclo.
5ª) Mantra: vocalização de sons e ultrassons.
Gayatri – Para abrir e fechar o ciclo do dia.
6ª) Kriyá: técnica purificatória das mucosas.
Nauli – movimenta os músculos reto-abdominais 
para gerar a liberação de matéria tóxica do corpo e ativar o Manipura Chakra onde reside os desequilíbrios das emoções e pensamentos.
7ª) Pránáyamá: expansão da bionergia através de exercícios respiratórios.
Vamah Krama – Respiração alternada, sem ritmo.
8ª) Somáticos: movimentos de consciência corporal principalmente para as articulações para preparar o corpo para os asanas (posturas físicas psico-físicas).
9ª) Ásanas: posturas físicas e psicofísicas, que produzem efeitos extraordinários para o corpo, tais como: boa forma, flexibilidade, alongamento, tónus muscular, equilíbrio, beneficia toda a saúde em geral.
10ª) Yoganidrá: técnicas para alcançar a descontração e o relaxamento;
11ª) Samyama: Dharana (exercícios de concentração preparatórios para meditação) e Dhyama (Meditação).
Meditação pra fechar e abrir novos ciclos.

Benefícios:
Abre o coração para vivenciar cada ciclo com auto-observação e dicernimento;
Diminui o ciúme, inveja, apego traz a confiança de que tudo está perfeitamente bem;
Ajuda a eliminar toxinas do corpo e mente que trazem as energias e pensamentos negativos;
Trabalha a paz interior para que se consiga desfrutar de cada ciclo com consciência e o fim de cada ciclo com desapego;
Melhoria no foco e na concentração;
Fortalece e alonga os músculos e mobiliza as articulações;
Firma a energia da presença e do desfrute.

Objetivos dos Projetos:
Objetivos dos Projetos:
Todo mês realizamos uma aula/projetos aberto. São projetos que trazem temas que estão em voga na sociedade todos os meses. O objetivo é mostrar que realmente yoga é para todos levando a pratica ao cotidiano das pessoas. O que elas estão vivenciando no dia a dia. Às vezes as pessoas acham que yoga é algo muito distante da sua realidade, e que para se praticar yoga precisa ser de determinada maneira, ou que é necessário abdicar de algumas coisas, ter uma alimentação restrita, ter um estado de saúde ideal, um corpo x ou y, etc. E acabam se privando dos inúmeros benefícios que ele proporciona.
Cada aula é minuciosamente elaborada com a temática. Já tivemos a aula do dia dos namorados, dia das crianças, de primavera, da lua cheia, nascer e pôr do sol, outubro rosa, novembro azul, natal, ano novo, carnaval.
Além disso todo projeto tem um fim social ajudando instituições que cuidam de pessoas com enfermidades, idosos, crianças, etc. Então, já arrecadamos doações para prevenção do câncer de mama, de próstata, brinquedos no natal, alimentos no ano novo, material escolar.


Sobre a Instrutora:
Soraya Farah é Cientista Política e Terapeuta Ayurvédica, se dedicou desde de jovem ao Yoga e Meditação. Uma eterna “buscadora“, amante das Terapias Holísticas fez vários cursos. É praticante de yoga desde 2000, onde participou de Cursos, Workshops, Vivências em Buenos Aires, Barcelona, Copenhagen, Boston. Instrutora de Hatha Yoga Integrativo desde 2012. Formada pelo curso da Prof. Ceres Moura, com abordagem Integrativa, tântrica e terapêutica, reconhecido pela Aliança do Yoga. Pioneira no projeto de Yoga na Sociedade Vipassana de Meditação – SVM, desde de 2012. Foi instrutora no Shambala Yoga Suddha Dharma Mandalam e ministrou também na Confederação Nacional da Indústria – CNI. Atuou como voluntária na Sociedade Eunice Weaver de apoio aos Hanseníanos. Coordenou a implementação do Yoga no Dhanvantari Ayurveda e Yoga. Atualmente além dos serviços prestados pela Zen Mind Yoga, Meditation & Therapies, na qual oferece serviços relacionados aos temas e atendimentos de reiki, faz a divulgação e produção de Eventos Holísticos por meio da Eco Mind Events. Eventos estes que trabalham a Ecologia interna e externa como Consumo e Entretenimento consciente, Sustentabilidade, Ecoturismo, Alimentação natural, Yoga, Meditação, Auto-cura e Auto-conhecimento e Ação Social. Sua missão é abrir a consciência das pessoas para um forma de viver mais consciente e saudável.

Inscrições:
Envie um WhatsApp – (61) 995174821 c/ nome completo e email. E o pagamento pode ser via depósito bancário ou cartão..



Compartilhar é um gesto de doação e amor! Se achou interessante, compartilhe. Isso pode beneficiar alguém!

ॐ Soraya Farah ॐ
Zen Mind Yoga Meditation & Therapies
WhatsApp: (61) 99517-4821
Instagram: zenmind_ecomind
Facebook: Eco Mind Events
Blog: www.ecomind.center